sobre

português | english

Minha arte é o movimento entre uma ideia e outra. Um impulso que provoca uma imagem que provoca uma sensação que provoca um impulso que provoca. Minha arte é a palavra que falhou em conceitualizar a si mesma. É a contradição entre o controle e a liberdade, auto-indulgência e generosidade. É sobre deixar-me ser o que os outros veem enquanto eu continuamente me transformo na mistura do que sempre achei que fui e a novidade que descobrem de mim. Minha arte é coração aberto. Imperfeita. Minha arte é a coisa pequena que é grande, a coisa simples que é complicada, a coisa ordinária que é fascinante. Ao menos pra mim. Talvez para você? Você vê o que eu vejo? Sente o que eu sinto?  

kits 4smallSou artista da performance. Não só de maneira mais específica criando espetáculos de dança, teatro ou performance art, mas também de maneiras interdisciplinares com video, instalação, fotografia, som e voz. Meus trabalhos tem como ponto de partida o sistema perceptivo de meu corpo e partir dele o relacionamento que posso criar com o Outro e com o mundo, socialmente, politicamente, ludicamente. Minha formação acadêmica tem como pilares o mestrado em Estudos Interdisciplinares em Artes Visuais pela Simon Fraser University (Vancouver, Canada) e bacharelado em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco. No período entre as duas formações desenvolvi trabalhos de video e video-instalação que foram exibidos em diversos festivais e plataformas como o SPA das artes (Recife, 2006), Direct Action no Institut für alles mögliche (Berlim, 2011) e no evento Square Eyes, na Exchange Gallery (Cornwall, UK, 2011). Nesse período também desenvolvi projetos em performance art, os quais apresentei em eventos internacionais como Chance Ecologies (NY, 2015), a bienal Deformes (Santiago Chile 2014), a bienal LIVE (Vancouver, 2013) e o Festival Europeu de Performance Art (Varsóvia e Lublin, 2011). Boa parte dos meus trabalhos em dança/teatro foram apresentados em festivais locais de Vancouver, como o festival Fringe de Vancouver (2015) e de maneira independente das cidades de Recife e Maceió.

Meu treinamento em performance é bastante abrangente variando entre técnicas de dança contemporânea, contato-improvisação, Butoh, dança afro-brazileira, dança do oeste Africano, práticas somáticas em dança, teatro físico, teatro contemporâneo e clown. Tal formação se deu no encontro com vários mestres/artistas que exerceram grande influência em meu trabalho tais como: Guillermo Gomez-Peña (La Pocha Nostra), Jürgen Fritz (Black Market Internacional), Peter Bingham (EDAM), Helen Walkley, Steven Hill, Jecky Essombe, Flávio Rabelo (Lume Teatro/Cambar Coletivo). Nos últimos nove anos residi na cidade de Vancouver (Canadá) onde fiz parte da diretoria da Bienal LIVE em Vancouver (www.livebiennale.ca) e do coletivo de dança Dance Troupe Practice (www.dancetroupepractice.com). Em fevereiro de 2016 retornei a cidade de Recife onde estou agora me reconectando e descobrindo possibilidades diversas de ser. Artista.

contato: info.lucianaf@gmail.com

 

 

foto: Elizeu Santos-Neto

Advertisements